Jornal Correio do Estado - O Jornal que todo Mundo lê

Notícias - Polícia

Polícia prende em SP suspeito de assassinar o agropecuarista Luciano Ceolin

30 de Novembro de 2017 Autor:

Polícia prende em SP suspeito de assassinar o agropecuarista Luciano Ceolin Nilzemar Gomes Piedade, vulgo “Careca”, foi localizado com informações do disque-denúncia (Foto: Divulgação/PC)

Nilzemar Gomes Piedade, vulgo “Careca”, é apontado também como o autor do crime que matou um taxista

Na tarde de quarta-feira (29), policiais militares da cidade de Campinas (SP) receberam informações pelo disque-denúncia de que um foragido da justiça capixaba se escondia naquele município. Tratava-se de Nilzemar Gomes Piedade, vulgo “Careca”, contra o qual havia um mandado de prisão pela prática de homicídio, expedido pela Comarca Linhares. De acordo com as investigações realizadas pela Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV), ele é apontado como autor de dois homicídios ocorridos neste ano.

Segundo o delegado André Jaretta, da DCCV de Linhares, o primeiro homicídio cometido por Nilzemar ocorreu no dia 27 de fevereiro, por volta das 2h, na Av. Agenor de Carvalho, no bairro Santa Cruz. A vítima foi o taxista Marcio Correia, que se encontrava no interior do veículo. O segundo se deu no dia 25 de março, por volta das 4h43 horas, na Av. Joaquim Calmon, bairro Santa Cruz, em Linhares. A vítima foi o agropecuarista Luciano Ceolin. As investigações provaram que a mesma arma foi usada nos dois crimes. 

Ação policial

Conforme consta no boletim enviado pelo delegado, os policiais paulistas se deslocaram ao local indicado pela denúncia e se depararam com um indivíduo alto, magro e com várias tatuagens, sendo uma delas abaixo do olho direito. Inicialmente, houve dificuldade em identificar o homem abordado, pois ele insistia em não dizer o nome corretamente e acionou um advogado para tentar se desvencilhar da ação policial.

Apesar disso, os policiais paulistas não esmoreceram e persistiram tentando identificar o suspeito, oportunidade em que realizaram contato com a Polícia Civil do Espírito Santo e também pesquisaram na internet para tentar encontrar uma foto com o nome do indivíduo. Foi assim que Nilzemar acabou identificado.

Após os procedimentos de praxe, ele foi encaminhado a um presídio local e se encontra a disposição da justiça capixaba. 

 



    Comentários (0) Enviar Comentário