Jornal Correio do Estado - O Jornal que todo Mundo lê

Notícias - Geral

Prefeituras de Aracruz e Sooretama falam sobre as ações de enfrentamento ao crack

18 de Outubro de 2017 Autor: Redação CE

Prefeituras de Aracruz e Sooretama falam sobre as ações de enfrentamento ao crack

Para conhecer as ações e os programas desenvolvidos para combater e, até mesmo, evitar o uso do crack e outras drogas, o jornal Correio do Estado entrou em contato com as prefeituras de Aracruz e Sooretama, municípios do norte do Estado que classificam o problema como alto, para conhecer o projeto de enfrentamento à dependência química.  

Em Aracruz, o tratamento a usuários de drogas acontece por meio do Programa de Saúde Mental, que oferece atendimento diário por meio de uma equipe multidisciplinar, composta por médico psiquiatra, psicólogos, enfermeira, educador físico, terapeuta ocupacional e oficineira. Os interessados podem buscar esse apoio na sede do programa, localizada na Rua Ernesto Maioli, 04, bairro Bela Vista.

De acordo com a prefeitura, em média, 150 pessoas (dependentes de drogas em geral) e 300 pacientes (álcool e outras drogas com transtorno) são acompanhadas pela rede, que atua com o intuito de ressocializar e integrar o paciente ao ambiente familiar e social.  Os pacientes também participam de oficinas terapêuticas e palestras, que acontecem em oito Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) distribuídos em várias regiões do município.

Em Sooretama, como ação de curto prazo, foi adotado um maior monitoramento nas portas das escolas situadas em locais críticos de tráfico e consumo, nos horários de entrada e saída de alunos. Câmeras de videomonitoramento são utilizadas nesse trabalho e qualquer atividade suspeita é imediatamente comunicada à polícia, para que as providências cabíveis sejam tomadas.

Em longo prazo, o trabalho é mais complexo e lento, segundo a prefeitura, e tem a educação como um dos focos.  “Tudo começa pela valorização do professor e dos ambientes escolares”, informa a prefeitura em nota. Também estão sendo promovidos eventos culturais e esportivos.

O prefeito de Sooretama, Alessandro Broedel, destaca que a mudança de cultura, com a valorização do sooretamense, será a grande responsável pela diminuição dos índices de tráfico e uso de drogas no município, uma vez que pessoas melhores assistidas pelo poder público tendem a procurar menos alternativas erradas de sobreviver.

FOTO: Sede do Programa de Saúde Mental, em Aracruz (Foto: Divulgação/PMA)



    Comentários (0) Enviar Comentário