Jornal Correio do Estado - O Jornal que todo Mundo lê

Notícias - Estado

Aeroporto de Vitória será entregue até 30/12

25 de Agosto de 2017 Autor:

Aeroporto de Vitória será entregue até 30/12

Terminal será concedido à iniciativa privada ainda em 2018

A novela que se tornou a obra do novo Aeroporto de Vitória está próxima do fim. Pelo menos foi o que garantiu o Ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, durante visita às obras, ontem (25). Oliveira garantiu que o novo terminal e a nova pista serão entregues à população até o dia 30 de dezembro e, além disso, cravou que será entregue à iniciativa privada até o final de 2018.

“Terei a grata satisfação de vir aqui, em dezembro, junto com o presidente (Michel Temer) inaugurar essa obra e entregar para o povo do Espírito Santo uma obra que significa mais que obra, mas emoção e significará também oportunidade de emprego, geração de renda, crescimento e desenvolvimento econômico do Estado”, prometeu em seu discurso.

De acordo com o engenheiro responsável pela infraestrutura e pavimentação do novo aeroporto, Daniel Filipe Silva, 1.500 funcionários trabalham em três turnos, ininterruptamente em uma obra orçada em R$ 550 milhões. Deste total, cerca de R$ 480 milhões já foram repassados ao consórcio que executa as obras no complexo aeroportuário que, segundo Silva, já está em fase de acabamento, com 85% das obras concluídas, garantindo a data de entrega até 30 de dezembro deste ano.

O novo aeroporto de Vitória terá uma pista de 2.150 metros ante aos 1.750 da atual, com seis pontes de embarque, mais duas posições para embarque remoto, estacionamento para cerca de 1.500 carros, 71 pontos comerciais, aumentando em mais de 150% a capacidade de operação de passageiros, saltando de 3,3 milhões de passageiros ao ano para 8,4 milhões, com 11 posições de estacionamento de aeronaves.

O contrato vigente das obras do Aeroporto de Vitória foi assinado em 2015 e já ficou cerca de R$ 15 milhões mais caro que o previsto inicialmente, fato que foi minimizado pelo ministro. “Vamos combinar que R$ 15 milhões, em uma obra de R$ 550 milhões é um erro muito pequeno. No projeto anterior, a obra custaria mais de R$ 1 bilhão. Esse projeto foi otimizado e acabou custando bem menos ante ao que era previsto nos projetos anteriores”, comentou.  

Concessão

Dyogo Oliveira, durante entrevista coletiva, não soube precisar o modelo nem o valor da concessão do aeroporto de Vitória, mas acredita que será oferecido à iniciativa privada isoladamente. “O modelo para Vitória está sendo ainda desenvolvido. O mais provável é que seja uma concessão tradicional por um prazo de 25 anos e acho até que Vitória entre (em uma concessão) isoladamente, mas isso ainda vai ser definido pelos estudos que serão feitos em seguida. A nossa previsão é de que a concessão do aeroporto se dê no segundo semestre de 2018. Não me lembro do valor (de concessão) de Vitória, mas todos os aeroportos somam R$ 6 bilhões”, garantiu.

O ministro defendeu a concessão do aeroporto de Vitória justificando a incapacidade de investimento do governo federal. “O governo, hoje, não tem capacidade para investir o que precisa para a infraestrutura. Então nós temos que buscar o apoio do setor privado com recursos para investir, melhorar a infraestrutura e não apenas nos aeroportos, mas também nos outros setores de infraestrutura como rodovia, ferrovia, portos, eletricidade.”

Sob administração da iniciativa privada, o ministro acredita que voos internacionais ligarão a capital capixaba ao exterior, sem conexões em solo brasileiro. “Com certeza um gestor privado vai rapidamente buscar trazer voos internacionais para cá. São coisas que a gente acredita que um gestor privado tem mais capacidade e velocidade para fazer”, confia Oliveira.

FOTO: 1.500 funcionários trabalham em três turnos, ininterruptamente em uma obra orçada em R$ 550 milhões (Créditos: Guto Netto)



    Comentários (0) Enviar Comentário