Jornal Correio do Estado - O Jornal que todo Mundo lê

Notícias - Estado

Governador dá posse à nova secretária de trabalho e diretora de instituto

06 de Julho de 2017 Autor: Guto Netto/ADI-ES

Governador dá posse à nova secretária de trabalho e diretora de instituto

Andrezza Rosalém assume a Setades e Gabriela Lacerda o Instituto Jones 

O governador Paulo Hartung deu posse à economista Andrezza Rosalém para comandar a Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Setades) e à socióloga Gabriela Lacerda para dirigir o Instituto Jones do Santos Neves (IJSN) que, na visão do chefe do Executivo capixaba, são importantes para a execução de políticas públicas.

“Na história do Brasil, são essas funções sendo sempre ocupadas por correligionários, amigos do peito e coisas do gênero. O esforço que fazemos é no sentido de ter uma equipe qualificada. São duas instituições públicas importantíssimas para o Estado, o Instituto com seu papel de dar elementos e informações que são extremamente importantes na hora da formulação de uma política pública”, avaliou o governador.

Hartung destacou a coragem de Gabriela e o perfil de gestor de Andrezza ao comentar o perfil das recém-empossadas. “O Instituto que tem um olhar para avaliar a efetividade dessas políticas. Quanto de dinheiro que não é só jogado fora, mas é alocado para aquilo que não é prioritário para a vida do nosso povo e para a qualidade de vida da nossa gente. Precisamos avaliar e ter coragem de dizer o que não está certo. E corrigir esses rumos. Esse é o papel do Instituto e a Gabriela que assume, é um achado, uma descoberta. Em relação a Andrezza, eu não tenho dúvida que colocamos uma gestora para cuidar da assistência e para cuidar da questão do trabalho que são essenciais, junto com essa equipe maravilhosa. Estou muito feliz”.

Com o Salão São Thiago, no Palácio Anchieta, repleto de secretários e gestores estaduais e municipais, o economista-chefe do Instituto Ayrton Senna, Ricardo Paes de Barros destacou a evolução do Espírito Santo na implementação de políticas públicas de desenvolvimento social, que visam reduzir as desigualdades sociais. Ainda assim, já provocou as novas gestoras a trabalhar com um objetivo: converter a grande produtividade capixaba em remuneração. “O Espírito Santo está crescendo, gerando produtividade, em uma velocidade maior que o Brasil, mas a remuneração está ficando para trás. Se não converter essa produtividade em remuneração, não iremos alcançar um progresso social. E esse é o desafio, pois o índice de desigualdade ainda é maior que os países membros da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico)”, provocou Barros.

Com cerca de um ano meio de trabalho à frente da Setades, Andrezza já disse ter novidades para apresentar aos capixabas. “O grande desafio, considerando o cenário que estamos passando, é estruturar uma política de trabalho. Na assistência, vamos fortalecer o trabalho com os municípios, gerando essa rede de oportunidades, integrando serviços, integrando políticas, projetos dos municípios e do governo. Já vinha conversando com a equipe pelo Instituto Jones pelo desenvolvimento da construção de programas, de rede de oportunidades e também no desenho de uma política de qualificação. Em breve já teremos bons projetos para apresentar ao capixaba”, adiantou. 

Nova diretora

Já para a nova diretora-presidente do IJSN, é uma realização profissional. “É uma grande honra dirigir o Instituto, que é nossa referência de informação estratégica para o desenvolvimento do Espírito Santo, tanto social quanto econômico e nossas expectativas são grandes, com projetos em várias temáticas, como na educação, na área de trabalho, do meio ambiente.nossos sistema de avaliação de políticas públicas discutindo, inclusive, a eficiência do gasto público. Vai ser um grande passo que o Jones vai dar nos próximos meses. Minha vida acadêmica foi toda voltada com pesquisas mas sempre tive esse lado da gestão, preocupada com que esse conhecimento gere informação para subsidiar nossas políticas públicas. Para mim, hoje, é a realização profissional poder fazer parte dessa equipe de governo que eu acredito muito”, disse.

 

Hartung, em seu discurso, provocou as novas gestoras a deixarem seus legados. “Se acham que o tempo vai dar para fazer pouca coisa, esqueçam, dá para fazer muita coisa. Depende da nossa capacidade. Vamos trabalhar, ralar, fazer pelos capixabas, ajudando o Brasil, produzindo melhorias de qualidade de vida aqui, produzindo boas práticas e bons exemplos para iluminar uma nova caminhada nesse imenso Brasil”.



    Comentários (0) Enviar Comentário