Jornal Correio do Estado - O Jornal que todo Mundo lê

Notícias - Estado

Colnago reage bem a tratamento e permanece internado por pelo menos 10 dias

29 de Agosto de 2017 Autor: Guto Netto/ADI-ES

Colnago reage bem a tratamento e permanece internado por pelo menos 10 dias

Internado novamente após cirurgia para desobstrução do intestino, o vice-governador do Espírito Santo, César Colnago ainda não tem previsão de alta. O médico Luiz Antonio Poncio, responsável pelo acompanhamento do vice-governador, garante que o paciente reagiu bem à cirurgia e descartou presença de câncer ou infecções.

O médico explicou que, em 15 de agosto, Colnago foi internado e submetido a uma cirurgia para desobstrução intestinal e, apesar de ter sido uma intervenção pequena, durou cerca de três horas por conta da complexidade do procedimento. “A cirurgia não foi grande, apenas demorada, pois precisa de paciência. Se fizer esse procedimento com muita pressa, pode perfurar a tripa e contaminar a operação. Ele não teve nenhuma perfuração de tripa e, por isso, durou três horas a cirurgia, pois fiz com muita delicadeza e experiência”, contou.

Poncio esclareceu que Colango foi internado apresentando um quadro de abdômen agudo obstrutivo, uma obstrução mecânica causada por brido ou aderências, causadas por alguma inflamação ou cirurgia prévia. “Ele operou a vesícula há 20 anos, mas não posso afirmar que tenha relação. Não sabemos o que ocasionou tantas aderências. Mas tudo foi um problema mecânico”.

De acordo com o médico, o intestino delgado “acotovelou”, fazendo algumas dobras e o conteúdo intestinal não consegue passar, causando inchaço na barriga, vômitos e mal estar.

Após a cirurgia, Colnago foi para casa no dia 22, mas precisou internar novamente na última sexta-feira (25). Poncio esclareceu que a internação se fez necessária para repousar o intestino. “Não há uma previsão de alta. A equipe médica só irá liberá-lo para casa quando ele estiver comendo bem. Por enquanto ele ainda está sem alimentação oral, em uma dieta especial feita na veia, chamada de dieta parenteral e essa dieta está sendo feita para o intestino desinchar e repousar, o que deve durar de sete a dez dias”, disse. 

 

Apesar de Colnago estar reagindo bem, o médico chamou a atenção para a necessidade de nova cirurgia. “Pode precisar de nova cirurgia, caso a tripa volte a dobrar, pois precisaremos mexer. Mas isso acontece em pouquíssimos casos, as chances são mínimas, pois ele está evoluindo bem”.

FOTO: Registro recente, do governador Paulo Hartung visitando o vice-governador, César Colnago, antes deste voltar ao hospital (Crédito: Reprodução/Facebook)



    Comentários (0) Enviar Comentário