Jornal Correio do Estado - O Jornal que todo Mundo lê

Notícias - Cidades

Prefeitura de Sooretama lança Programa de Combate à Violência Contra a Mulher

13 de Junho de 2017 Autor:

Prefeitura de Sooretama lança Programa de Combate à Violência Contra a Mulher

O objetivo é reduzir o índice de violência contra a mulher no município 

O programa Protocolo de Atenção às mulheres em Situação de Violência Domestica (PASMUVI) foi assinado na última quinta-feira 08, na Secretaria de Trabalho Assistência Social e Cidadania. Assinaram o documento o prefeito Alessandro Broedel, o delegado da Polícia Civil de Sooretama Fabrício Lucindo e pelo secretário da pasta da Assistência Social Gustavo Castro Neves.

De acordo com Gustavo, o PASMUVI foi elaborado com o propósito de combater o alto índice de violência contra mulher em Sooretama. “Temos um relacionamento muito bom com todos os órgãos públicos que atuam em nosso município, e isso no ajudou a diagnosticar esse alto índice de violência contra as mulheres em Sooretama, daí surgiu a ideia de criamos esse programa para, além de prestarmos à assistência às vítimas, elaborarmos ações preventivas contra essa violência às mulheres”.

O delegado Fabrício Lucindo, vê com otimismo a criação do programa. “Acreditamos que ações conjuntas do enfrentamento à violência contra a mulher e atendimento as vítimas terão um resultado mais rápido e positivo, com a criação do PASMUVI. Hoje, ao recebermos uma vítima de violência doméstica, a encaminhamos para o CREAS, para que ela seja encaminha à Linhares e seja feito os atendimentos e exames necessários para comprovar a violência, e isso já é um grande avanço com esse programa. Além da parceria que já existe com o município, agora também podemos contar com mais uma ferramenta no combate e prevenção à violência contra a mulher”, disse o delegado.

O prefeito Alessandro Broedel, também elogiou a implantação do programa. “Hoje Sooretama ocupa o triste terceiro lugar no ranking nacional de violência doméstica contra as mulheres, já oferecemos os serviços de acompanhamento psicológico e social para atender as vítimas de violência doméstica, mesmo que essas ações ajudem, nós as consideramos incapaz de suprir a grande demanda que existe em nosso município, por isso, determinei a secretária de Assistência Social a elaboração deste programa, para atendermos as vítimas de violência doméstica, tenho certeza que são ações como essas que darão as respostas e resultados que queremos e nos ajudaram a deixar essa vergonhosa posição do ranking nacional da violência praticada contra as mulheres em Sooretama”, afirmou o prefeito.



    Comentários (0) Enviar Comentário