Jornal Correio do Estado - O Jornal que todo Mundo lê

Notícias - Cidades

Cavaglieri diz que déficit em Aracruz chega a R$12 milhões e anuncia novas medidas

04 de Setembro de 2017 Autor: Tatiane Serafim

Cavaglieri diz que déficit em Aracruz chega a R$12 milhões e anuncia novas medidas

O prefeito de Aracruz, Jones Cavaglieri, reuniu a imprensa local na manhã dessa segunda-feira (04) em seu gabinete para esclarecer boatos que circulam na cidade e também para anunciar novas medidas de contenção de gastos, que devem ser adotadas para que o município consiga fechar as contas no azul. Segundo Cavaglieri, o déficit atual no orçamento do município é de R$12 milhões, resultado de quedas consecutivas na arrecadação de receita.

Para se ter uma ideia, somente no primeiro mês do ano, o município arrecadou menos R$3 milhões, seguindo com queda até abril e tendo tímida melhora somente a partir de maio. Os números abaixo do esperado pela administração municipal impactaram diretamente no orçamento do município para 2017, que foi elaborado e aprovado ainda em 2016.

Na tentativa de conter esse saldo negativo, a prefeitura vem tomando drásticas medidas para diminuir os custos. As primeiras delas aconteceram ainda no início da gestão, com redução de 30% de servidores comissionados e do número de secretarias. Recentemente, o prefeito também anunciou a mudança no expediente das repartições públicas municipais, que agora funcionam de 12h às 18 horas para economizar água e energia. Outra medida é a revisão de contratos, principalmente, os contratos de alugueis.

“Essas ações não estão sendo bem vistas por algumas pessoas, mas viver na crise não é fácil. Estamos fazendo o que é possível. A gestão pública é parecida com a privada. A diferença é que o resultado não é financeiro e sim o bem-estar das pessoas”, disse Jones.

O prefeito citou os “gargalos” da administração, que são as secretarias de Saúde e Educação. Setores de suma importância para a população, mas que juntas consomem a maior parte dos custos do município. “Nossa obrigação é repassar 15% da arrecadação para a área da Saúde, mas atualmente repassamos 22%. Para a educação seria 25% e nós repassamos 31%”, pontuou. Somente para o Hospital São Camilo, o prefeito garantiu que são repassados, anualmente, R$23 milhões. 

Hospital São Camilo

Durante a entrevista coletiva, Jones Cavaglieri foi incisivo e afirmou que não haverá cortes no Hospital São Camilo como divulgado na cidade. Ele disse que o município ainda precisa repassar ao São Camilo R$12 milhões este ano e que possui apenas R$10 milhões disponíveis. Mas os outros R$2 milhões estão sendo negociados com a Associação Vidas. “Estamos estudando a legalidade para que a Associação Vidas cubra esse valor e depois nós possamos ressarci-la”, disse o prefeito. Além disso, ele citou que a Câmara de Vereadores também vai devolver mais R$1 milhão à prefeitura.

Mas além de receber essas verbas, o município precisa que esses valores constem no orçamento 2017 para que tenha amparo legal e não infrinja a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Atualmente, o Hospital São Camilo representa 39% de todo o gasto do município com a área da saúde. 

Centro de Hemodiálise

O prefeito foi perguntado sobre implantação do Centro de Hemodiálise que está paralisada. Cavaglieri esclareceu que houve problemas na documentação para o repasse da verba federal. Segundo ele, na época em que o projeto foi criado faltou a publicação no Diário Oficial da União e com isso, o Governo Federal tem o direito de suspender o repasse. Mas o prefeito garantiu que o município está dando prosseguimento à documentação para que o Centro de Hemodiálise seja entregue à população.

A nova unidade vai funcionar no prédio onde funciona o Centro de Especialidades Clínicas da cidade. 

Ambulâncias

Com a medida de revisão de contratos, o município suspendeu o contrato com uma empresa que fornecia três ambulâncias para a cidade. O objetivo, segundo o prefeito, foi substituir por carros da própria frota do município, que foram recuperados. “Houve um grande mal-entendido na cidade. Nós não tiramos três ambulâncias do atendimento, nós substituímos por carros que estavam quebrados e os recuperamos. Além das três ambulâncias, também recuperamos uma UTI móvel” acrescentou. 

Tíquete Alimentação

Na entrevista, o prefeito de Aracruz também explicou a real situação do tíquete de alimentação dos servidores. Ele afirmou que o benefício não será cortado. “O tíquete é algo que eu mesmo criei em 2011. Não vamos cortar! O que não podemos garantir é o aumento que está sendo pedido. Mas, ainda este mês vamos analisar e ver a possibilidade. Faremos o que estiver dentro do orçamento”. 

Contrato do Lixo

Um dos assuntos mais comentados pelas ruas de Aracruz é sobre o aumento no contrato de recolhimento do lixo da cidade, que vai totalmente contra às medidas de contensão de despesas que o prefeito está implantando. Sobre esse assunto, Jones Cavaglieri explicou que, na verdade, o preço do contrato anterior estava baixo porque a empresa não oferecia a quantidade de funcionários e equipamentos suficientes para manter um serviço de qualidade. O acréscimo no valor total, segundo ele, foi porque o município solicitou um aumento no número de trabalhadores, de carros e até de prensa, que não constava anteriormente.

“Nós tentamos fazer uma nova licitação, mas não foi possível. Tivemos que fazer uma contratação emergencial. E mesmo com o aumento do contrato, os valores estão de acordo com o que é exigido pela fundação que fiscaliza esse serviço”, disse Jones. 

Obras

Mesmo com os cortes, o prefeito de Aracruz informou que seis obras importantes continuam em andamento na cidade, pois, trata-se de convênios firmados com o Governo do Estado e o Governo Federal. A principal delas é a obra da Avenida Guaxindiba que vai trazer mais segurança e mobilidade ao trânsito do município. Jones Cavaglieri disse que a via será concluída em novembro deste ano.

Em geral, o município segue estudando formas de colocar as contas em dia.

FOTO: O prefeito Jones Cavaglieri e o secretário municipal de Finanças, Zamir Gomes Rosalino (Créditos: Tatiane Serafim)

 

 



    Comentários (0) Enviar Comentário