Jornal Correio do Estado - O Jornal que todo Mundo lê

Notícias - Cidades

Prefeitura de Linhares investe R$ 8 milhões em medicamentos para abastecer farmácias básicas e HGL

10 de Junho de 2017 Autor:

Prefeitura de Linhares investe R$ 8 milhões em medicamentos para abastecer farmácias básicas e HGL

A Prefeitura de Linhares fornece gratuitamente medicamentos e outros insumos necessários para os tratamentos prescritos por profissionais da rede municipal de saúde. Os itens são distribuídos aos pacientes nas farmácias da rede cadastrados nas unidades de saúde e na farmácia do Hospital Geral de Linhares para que os servidores da unidade hospitalar possam atender e realizar os procedimentos de saúde solicitados pelos médicos. Nesta lista há antibióticos, anti-inflamatórios, remédios para diabetes, hipertensão, de saúde mental, incluindo os chamados “faixa preta”, entre outros. 

Já nos primeiros cinco meses de gestão, o prefeito Guerino Zanon autorizou o investimento de R$ 8 milhões (oito milhões) para a compra de 157 itens de medicamentos para atender as farmácias básicas com investimentos de R$ 3.760.272,66 (três milhões, setecentos e sessenta reais, duzentos e setenta e dois reais e sessenta e seis centavos) e outros 348 remédios para o HGL com investimentos de R$ 4.149.837,83 (quatro milhões, cento e quarenta e nove mil, oitocentos e trinta e sete reais e oitenta e três centavos). A entrega dos 505 itens vai começar a partir da segunda quinzena deste mês.

O investimento foi tratado como prioridade pela atual gestão, que entende o gesto como humanização da gestão pública e a medida só foi possível graças ao novo modelo de gestão financeira, que privilegia o eixo central do governo: saúde e educação. “O remédio, além de ser tratamento, é prevenção. Assumimos o compromisso que saúde é prioridade. Estamos trabalhando para disponibilizar os medicamentos que a população precisa. É um ato desumano a pessoa precisar de remédio e não ter. Nós temos que entregar o que é de direito da população”, destacou o prefeito Guerino Zanon.

A Prefeitura realizou pregões para a compra dos medicamentos, por registro de preços, conforme a necessidade da demanda. “Esta modalidade é a utilizada com mais frequência pela Secretaria de Saúde, porque permite repor o estoque de produtos evitando perdas de medicamentos e compras em excesso, o que diminui e até evita erros de estoque”, ressaltou o secretário municipal de Saúde, Valdir Massucatti. O estoque e distribuição nas farmácias básicas municipais e no HGL é controlado por sistema informatizado.  

 

Foto: Divulgação



    Comentários (0) Enviar Comentário