Jornal Correio do Estado - O Jornal que todo Mundo lê

Notícias - Cidades

Chuvas afastam risco de racionamento no norte do ES

02 de Janeiro de 2018 Autor: Caroline Pereira

Rosi Ronquetti Chuvas afastam risco de racionamento no norte do ES Barragens de Rio Bananal estão com um nível satisfatório de água

As recentes chuvas que atingiram o Espírito Santo conseguiram melhorar a situação hídrica de diversos municípios do norte do Estado, tanto que não há previsão de racionamento em Aracruz, Linhares, Rio Bananal e Sooretama. Em outras localidades, como Fundão, o risco de racionamento também foi afastado. A informação foi repassada pelos representantes do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) destes municípios e pela Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), responsável pelo abastecimento na Grande Vitória.

Em Rio Bananal, onde as últimas chuvas atingiram a marca dos 50mm, segundo o Saae, o nível dos reservatórios está satisfatório e as barragens voltaram a ficar cheias pela primeira vez desde 2014. “Com o atual volume de água reservado é possível ficar cinco meses sem captar água nos rios”, revela o diretor do Saae, Sidnei Saiter. Entretanto, a situação favorável só deve permanecer se as chuvas prosseguirem no atual ritmo e se o produtor rural respeitar o limite de captação de água nos rios para a irrigação, algo que não vem acontecendo, segundo Saiter.

Em Sooretama, município que já sofreu bastante com a estiagem e a falta de água, a situação também é favorável. Josmiro Elizeu da Silva, diretor do Saae do município, garante que não há previsão de racionamento e diz que o nível da Lagoa Juparanã, que abastece os reservatórios da região, está elevado. Mesmo assim, ele pede que a população siga colaborando com a economia e o uso consciente da água.

Já em Aracruz, além das chuvas, ações previstas no planejamento estratégico da Prefeitura e operacionalizadas pelo Saae não só evitaram o racionamento, mas garantiram o abastecimento nos balneários do município. “As melhorias, como a substituição de equipamentos, aumentou a produção de água em 20%”, afirma o diretor geral do Saae de Aracruz, Elias Marochio. Mas para que essa situação favorável seja mantida, além de solicitar o uso consciente da água, o diretor pede que os proprietários dos imóveis, em especial os de praia, tenham instalações hidráulicas internas – caixas d’água, por exemplo – que sejam compatíveis ao número de ocupantes das casas, já que no período de verão as residências ficam com superlotação e os reservatórios nem sempre têm dimensão suficiente para atender a quantidade de pessoas.

 Em Linhares, o racionamento de água também foi descartado pelo diretor do Saae, Zércio Largura Neto, por conta do bom nível dos reservatórios e mananciais. Ele ressalta que, até o momento, também não houve problema de falta de água nos balneários da região. De qualquer forma, o uso consciente da água deve ser uma prática contínua dos moradores, segundo o diretor.   

Outras localidades

 

Questionada sobre a situação em Fundão, a Cesan informou em nota que não há cidades em racionamento. No entanto, a companhia diz que a população deve ser prudente e permanecer atenta, mantendo os hábitos de controle e redução do consumo de água, em especial no verão, quando há mais pessoas nas casas. A Cesan lembra que nem todos os reservatórios dos imóveis possuem dimensão suficiente para atender a demanda. 



    Comentários (0) Enviar Comentário