Jornal Correio do Estado - O Jornal que todo Mundo lê

Notícias - Agricultura

Censo agropecuário irá percorrer 114 mil propriedades no ES

26 de Setembro de 2017 Autor: Guto Netto/ADI-ES

Censo agropecuário irá percorrer 114 mil propriedades no ES

A partir de outubro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai a campo para conhecer a produção agropecuária e o perfil dos agricultores em todo o Brasil, durante o Censo Agropecuário 2017. No Espírito Santo, o Instituto irá visitar 114 mil estabelecimentos agropecuários.

O Censo Agropecuário irá coletar os dados entre outubro de 2017 a fevereiro de 2018 e vai levantar dados relacionados a propriedade, produção, área, pessoal ocupado, dentre outros, referentes aos últimos 12 meses. Os resultados estão previstos para serem apresentados em meados do próximo ano.

No Espírito Santo, para o Censo Agro, foram contratados 310 recenseadores para fazer a coleta e 114 agentes censitários, que irão desenvolver atividades administrativas, de informática e de supervisão da coleta. Além dos 424 contratados, atua uma equipe efetiva de coordenação de cerca de 16 pessoas, totalizando 440 pessoas diretamente envolvidas na operação. Em todo o Brasil serão 5.570 municípios visitados, cerca de 5,3 milhões de estabelecimentos, com uma equipe de mais de 27 mil profissionais.

As informações geradas possibilitam a avaliação e a elaboração de políticas públicas, permitindo, ainda, estudos a respeito da expansão das fronteiras agrícolas, da dinamização produtiva ditada pelas inovações tecnológicas, e enriquecem a produção de indicadores ambientais. “Com esses números, podemos moldar as políticas públicas”, disse o secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto, destacando a importância de os produtores rurais receberem os agentes do IBGE para a realização do Censo Agro 2017.

“O Censo irá a todas as propriedades rurais do Estado que produzem para comercializar ou para subsistência. É importante que todos recebam os recenseadores nas propriedades. Eles estão identificados com boné, colete e crachá e qualquer dúvida os escritórios do Idaf e Incaper estarão à disposição, assim como os canais de atendimento do IBGE”, explicou o secretário.

O superintendente estadual do IBGE, Max Athayde Fraga, explicou que os treinamentos estão sendo finalizados essa semana e os trabalhos de coleta de dados terão início no próximo dia 2 de outubro. “São 21 municípios com postos de coleta e cerca de 114 mil estabelecimentos serão visitados em cinco meses de trabalho. Todos os municípios terão recenseadores”, destacou.

Dada a participação do setor agropecuário na composição da economia, Fraga classificou a participação do produtor como essencial nesse processo. “O setor agropecuário precisa de um retrato porque representa uma parcela da economia muito importante e significativa. A maioria dos municípios capixabas tem sua economia alicerçada na agropecuária”, avaliou.

 

O governador em exercício, César Colnago, disse ser essencial a participação do produtor rural nessa pesquisa que irá desenhar o cenário agropecuário no Estado. "Para que a pesquisa seja completa, retratando bem a realidade do homem do campo, é essencial que IBGE, estado e municípios unam forças e façam uma divulgação desse processo que vai começar no próximo mês. Os prefeitos e os secretários municipais estão mais próximos dos produtores e poderão apresentar esses pesquisadores, levando mais segurança no momento da entrevista”.

FOTO: “Com esses números, podemos moldar as políticas públicas”, disse o secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto (foto: Pedro Dutra/Secom-ES)



    Comentários (0) Enviar Comentário