Jornal Correio do Estado - O Jornal que todo Mundo lê

Matérias

Produtividade para voltar a crescer

08 de Agosto de 2017

Produtividade para voltar a crescer

Estive pesquisando sobre o tema produtividade. Existe uma discussão intensa sobre o que é mais importante: crescimento ou produtividade. É lógico, que os dois temas estão inteiramente interligados. O aumento da produtividade contribui para o crescimento. Por outro lado, o crescimento por si só, não quer dizer que houve aumento na produtividade.

Para resolvermos os problemas de nossa economia, é imperativo que sejam aprovadas as reformas trabalhistas, previdenciária, política e tributária. Na verdade, é necessário uma reengenharia do setor público, envolvendo os três poderes (legislativo, executivo e judiciário). Além disto, quero ressaltar que os melhores esforços devem ser feitos para o aumento em nossa produtividade.

Produtividade é o resultado obtido quando algo ou alguém possui a qualidade de ser produtivo. Identifica-se como produtivo o que fez mais, ofereceu um resultado maior ou melhor gastando menos. Um exemplo prático seria produzir mais de um determinado produto usando menos horas, energia, água ou quaisquer outros insumos. Um profissional poderia ser considerado mais produtivo ao usar menos horas trabalhadas para entregar um volume específico de determinado trabalho. Um veículo, usando menos combustível. Um aluno, gastando menos horas de estudo. São apenas exemplos sobre produzir mais, com menos.

Os americanos são 4 vezes mais produtivos que os brasileiros. Ou seja, um operário médio americano entrega (produz) quatro vezes mais que um operário médio brasileiro. Isto é inadimissível. É preciso trabalhar muito para reverter este quadro.

O investimento em educação e formação profissional torna-se imperativo. O Brasil investe pouco em educação. Apesar de termos limites mínimos de aplicação de recursos públicos na área educacional, os investimentos são ainda muito baixos, quando comparamos com outras nações.

O investimento maciço em educação contribuirá com a melhoria de nossa produtividade, e consequentemente, de nossa competitividade. Além disto, contribuirá também para o desenvolvimento da inovação. Pesquisa e desenvolvimento, aliado ao aumento da produtividade devem ser o tripê da nossa recuperação econômica.

Pense nisto!

 

E como sempre digo: Vamos em Frente!

Abel Fiorot 

FOTO: REPRODUÇÃO